domingo, 20 de setembro de 2009

Buck Rogers no Século 25


1979 - Finalmente o lançamento da série de ficção Buck Rogers no Século 25. Um erro de cálculo fez com que a nave pilotada pelo Coronel William Buck Rogers fosse tirada de sua trajetória, ficando em uma órbita na qual ele permaneceu congelado, voltando a acordar 30 anos depois aqui no blog.


Antes de estrear no dia 20 de setembro de 1979, Buck Rogers já embarcara em uma longa jornada, que começou em 1928 em uma estória escrita por Phillip Francis Nowlan para a revista Amazing Stories, e intitulada Armaggedon 2429 AD. Logo vieram os quadrinhos e a seguir os programas de rádio em 1932. As primeiras versões apresentavam Anthony Rogers (e não Buck) em meio à primeira Guerra Mundial. Durante investigação a uma mina abandonada, um desmoronamento o prende em uma combinação de gases, que o mantêm preservado por 500 anos. Quando, em 1939, surgiu o seriado de cinema estrelado por Buster Crabbe, Buck Rogers acorda no ano de 2440. Em 1950, Buck Rogers chegou à televisão, sendo interpretado por Ken Dibbs e Robert Pastene.

Com o sucesso de Guerra nas Estrelas, Buck voltou a acordar, no filme Buck Rogers no Século 25, cuja estreia no cinema ocorreu dia 30 de março de 1979. O resultado positivo das bilheterias chamou a atenção da NBC, que então encomendou a série produzida pela Universal. Filme e série foram desenvolvidos por Glenn A. Larson, produtor e roteirista cujos trabalhos incluem O Rei dos Ladrões/It Takes a Thief, McCloud, Smith e Jones/Alias Smith & Jones, Galactica, Magnum/Magnum P.I., e A Supermáquina/Knight Rider, entre outros.


Quando o Coronel William Buck Rogers (Gil Gerard) parte em missão em 1987, ele sofre uma pane que o deixa congelado por 500 anos. Para dar a Buck a aparência de congelado na nave espacial, Gerard foi borrifado com xampu. Ele acorda em um sofisticado mundo repleto de tecnologia, que fora completamente reconstruído após ser devastado por um conflito nuclear em 1987. Muitas das sequências de Buck visitando a cidade do futuro foram filmadas no luxuoso Bonaventure Hotel, em Los Angeles.


Nesse novo mundo, ele inicialmente é visto como uma ameaça à segurança da Terra por colocar em dúvida as intenções da Princesa Draconiana Ardala (Pamela Hensley), enviada à Terra para um acordo de paz. Julgado por traição, ele é condenado à morte pelo Diretório da Terra. Dr. Elias Huer (Tim O’Connor), a Coronel Wilma Deering (Erin Gray) e o computadorizado Dr. Theophilus (Eric Server - voz), temerosos que o Diretório de Defesa esteja cometendo um erro ao receber a princesa, oferecem a Buck a chance de provar quem é de fato o inimigo da Terra. Ele encara o desafio com a ajudo do autômato Twiki (corpo: Felix Sila / voz: Mel Blank e Bob Elyea).


Dr. Huer

Wilma Deering

Twiki e Dr. Theophilus

Felix Sila no traje de Twiki

Embora seu plano de destruir a Terra seja frustrado por Buck, a exuberante princesa desenvolve o incontrolável desejo de possuir o interessante homem da Terra, o que muito aborrece Kane, responsável pela segurança (Henry Silva e Michael Ansara). O Diretório também fica convencido da importância de Buck, por isso, lhe faz um convite para ajudar na defesa.


Princesa Ardala

Kane (Henry Silva) no piloto

Kane (Michael Ansara) na série

Tigre, o guarda-costas da princesa

Apesar da popularidade da série, ela não agradou a crítica, que esperava um tom mais sério. A produção da segunda temporada foi atrasada por uma greve de atores e quando estreou tinha um formato completamente diferente. Em vez de defenderem o planeta, agora Buck, Wilma e Twiki estão a bordo de uma nave de pesquisas, a Pesquisadora, cuja missão é encontrar grupos de humanos que possam ter se desgarrado da Terra após a guerra.


Dr. Goodfellow com seus amigos Wilma, Buck e Twiki

A nave é comandada pelo Almirante Asimov (Jay Garner) e conta com o suporte científico do brilhante Dr. Goodfellow (Wilfrid Hyde-White) e seu robô Aristóteles (Crichton, no original). Mais tarde, Falcão (Thom Christopher), supostamente o último indivíduo de sua espécie, junta-se ao grupo na esperança de encontrar outros como ele.


Falcão com sua companheira Koori (Barbara Luna)

Entre as participações marcantes encontram-se, por exemplo, Buster Crabbe, Peter Graves, Roddy McDowall, Julie Newmar, Jack Palance, Frank Gorshin e Ray Walston.


Buster Crabbe

Peter Graves

Roddy McDowall

Julie Newmar

Jack Palance

Frank Gorshin

Ray Walston

A aventura que foi encerrada em abril de 1981 deve continuar em 2010 com a produção da websérie Buck Rogers da Cawley Entertainment, com Bobby Quin Rice no papel de Buck. Leia mais sobre o assunto em nossa postagem do dia 18 de junho.

4 comentários:

Anônimo disse...

sensacional!!! adorava essa serie... como faço para consegui-la? se souber e puder me orientar, agradeço muitíssimo! um abraço!

flavio
flavioberte@bol.com.br

Fernanda Furquim disse...

Flávio, a série é exibida no canal TCM.

David® disse...

eu lembro de um episódio com um vampiro espacial...eu chorei de medo...hahaha....boas lembranças da infância...valeu1

Marcelo Hard Rock disse...

Em resposta ao David: eu também me lembro desse episódio do vampiro, pois sempre fui fã de filmes de horror e também de ficção científica. A sequência mais marcante desse episódio foi aquela em que a parceira de Rogers enganou o monstro e levou a espaçonave até a estrela mais próxima, cuja luz o desintegrou. Espetacular! Aliás, eu não consigo lembrar do nome do vampiro, só sei que ele era careca e lembrava um pouco o morto-vivo do filme Nosferatu.

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.