terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Estréias de Hoje no Brasil

(clique nas imagens para ampliar)
Quem acompanha esse blog a mais tempo deve saber que fui contra a divulgação absurda dessa série, através da qual os meios de comunicação nacionais e internacionais abraçaram cegamente a campanha de marketing da ABC ao divulgar essa série como a nova "Lost", significando o mais novo sucesso mundial da década. Sem compromisso com o público, a imprensa nacional e estrangeira simplesmente se transformou em uma aliada da publicidade. Acredito que esta série serviu para que alguns, com um pouco mais de consciência, pensem duas vezes antes de apenas reproduzirem a propaganda que lhe é passada pelas assessorias de imprensa.

"FlashForward" é uma série com uma proposta muito boa, mas com um péssimo desenvolvimento. O canal americano está tentando salvar a série de um possível cancelamento, o que lhe causaria problemas de contratos, visto que a produção foi vendida a mais de 25 países, que, às cegas, acreditaram na propaganda. Esses canais, incluindo o Brasil, compraram os direitos de exibição da série sem nem ao menos ter um material pronto para conferir seu conteúdo. Agora, a publicidade terá que dar pulos para conseguir vender a produção como uma das "melhores do ano".

Antigamente, quando não existia a Internet, era muito comum os jornais e as revistas brasileiras anunciarem a estréia de uma série como "a melhor estréia do ano", ou "o maior sucesso da TV americana", mesmo ela tendo sido cancelada na primeira temporada. O público, sem acesso à verdade, acreditava no material divulgado. Isso continuou ocorrendo até mesmo depois que a TV a cabo chegou ao Brasil. Somente no final da década de 90 é que perceberam que o público interessado entrara na Internet e já tinha acesso à imprensa internacional, podendo ler na fonte sobre a verdadeira situação de uma série.

"FlashFoward" tem como base um livro de mesmo título, mas segundo seus produtores, muita coisa foi alterada para a adaptação da série. Algo compreensível, pois se o objetivo é criar dúvidas sobre o que está ocorrendo, não seria muito esperto seguir o livro, já que o público correria para ler o final. Com isso, eles se perderam, construíram mal a trama, não desenvolveram personagens e passaram por cima da narrativa proposta para chegar logo a um resultado de uma situação. Confira minha crítica aqui e comentários aqui. Se depois de tudo isso, você ainda estiver curioso em conhecer a série, ela estréia hoje no canal AXN às 23hs.

Sua estréia nos EUA foi no dia 24 de setembro conquistando uma média de 14.5 milhões de telespectadores. A audiência de seus episódios seguintes foi declinando, no final do ano um de seus últimos episódios exibidos atingiu uma perigosa marca de 8 milhões de telespectadores. A exibição da série foi interrompida para a programação de natal. Seu retorno deveria ocorrer antes do início das Olimpíadas de Inverno, mas o canal decidiu adiar para depois dos jogos. Nesse meio tempo, mudaram os produtores e reduziram o número de episódios encomendados; de 25 passou para 22 episódios, número normalmente encomendado paras produções em geral.


Outra estréia de hoje é a segunda temporada de "Lie to Me", que inicia às 22h pela Fox. Esta é outra produção com uma boa proposta, mas que não tem conseguido encontrar seu público. A primeira temporada se manteve com uma boa audiência até o episódio 6 ou 7, depois começou a cair. Mesmo assim, foi renovada, trocando o produtor responsável. Agora sob a batuta de Shawn Ryan, de "The Shield", a série ganhou um pouco mais de peso e desenvolvimento de personagens. Mas ainda não encontrou seu caminho, nem mesmo seu público. Talvez nem encontre, já que a audiência dessa temporada se mantém com uma média de 7 milhões de telespectadores.

A série teve 10 episódios da segunda temporada exibidos nos EUA até o final do ano passado. Os demais episódios, de um total de 22, ainda não têm data agendada para retorno. No entanto, deverá ocorrer antes que o canal Fox Brasil esgote seu estoque. Confira comentários sobre a primeira temporada publicada aqui.

Entre os convidados da segunda temporada da série estão James Masters, de "Buffy", Barry Livingston, de "Meus Três Filhos"; Jennifer Irwin, de "Slings & Arrows"; Miguel Ferrer, de "Twin Peaks" e "Crossing Jordan"; e Melissa George, de "Alias" e "In Treatment", no episódio 16 que ainda não foi exibido nos EUA.


Uma das coisas que menos me dá prazer em fazer é divulgar a programação dos canais no Brasil. O troca-troca de dias e horários, sem falar nos cancelamentos de última hora, me fazem fugir desse tipo de postagem. Mas, vivo no Brasil, vocês também, e esse blog tenta ao máximo informar o que acontece na TV em termos de séries, mesmo eu já tendo trocado a TV pelo DVD.

Até a semana passada estava sendo anunciada a estréia da minissérie "Band of Brothers" pela Bandeirantes para hoje, às 23h15. Mas, já mudaram de idéia. Agora, o canal decidiu que vai estrear a série "The Unit" nesse horário. Já lançada em DVD, a série teve quatro temporadas estrelada por Dennis Haysbert, Regina Taylor, Scott Foley e Robert Patrick, entre outros. Criada por David Mamet, com base no livro "Inside Delta Force: The Story of America's Elite Counterterrorist Unit", de Eric Haney, a série apresenta o dia-a-dia de uma tropa de elite americana e a relação de seus membros com o trabalho e família.

A primeira temporada teve 13 episódios. Não se sabe se a Bandeirantes vai passar a série inteira, visto que o canal só está resgatando a exibição de séries em sua programação para ver se consegue pegar uma parte da audiência conquistada pela Record e SBT na exibição de seriados americanos. A Bandeirantes comprou um pacote enorme de séries, não significando que serão todas exibidas ou por completo.

Por via das dúvidas, se você estiver esperando a estréia da minissérie "Band of Brothers", dê uma olhada às 23h15 para ver o que a Band vai de fato estrear.

3 comentários:

David ®... disse...

Fernanda, vc teria informações sobre as séries q a Band comprou?

Fernanda Furquim disse...

oi David, dá uma conferida no link abaixo:

http://revistatvseries.blogspot.com/2010/01/calendario-de-estreias-no-brasil-2010.html#links

Livio Lee disse...

A maneira mais correta e perfeita pra salvar FlashFoward e sempre anunciar o horário da série, deixa passar a abertura todinha e quando for começar mesmo, por Friends no lugar. Na hora do comercial, falar que você está vendo FlashFoward. Eu não ia perder nunca um episódio.
(aliás, podiam fazer isso com todas as séries)

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.