sábado, 3 de outubro de 2009

Papai Sabe Tudo ... E Agora Vocês Também!


Agora vocês sabem, por exemplo, que há 60 anos essa comédia familiar criada por Ed James começou suas estórias na Rádio NBC. E sabem que o único ator do programa de rádio a estrelar na série da TV foi Robert Young, que interpretava o agente de seguros Jim Anderson. Quando Young e seu sócio, Eugene B. Rodney, começaram a adaptar Papai Sabe Tudo para a TV em 1953, decidiram dar a Jim Anderson uma nova família. Sua esposa Margaret seria interpretada por Jane Wyatt e seus filhos Betty, James e Kathy, por Elinor Donahue, Billy Gray e Lauren Chapin, respectivamente.

Os Andersons estrearam na CBS dia 3 de outubro de 1954, apresentando o retrato ideal de uma família de classe média americana. Os pais sempre conseguiam resolver todos os seus problemas de maneira digna e seus filhos eram comportados e respeitadores. Cada episódio procurava oferecer uma mensagem positiva ao telespectador. A fórmula conservadora fascinou o público, mas não impressionou o patrocinador. Após uma pesquisa feita no início da temporada mostrar uma baixa audiência, a Kent Cigarette’s decidiu não renovar o contrato. Em protesto, os fãs enviaram cartas ao presidente da CBS, enquanto colunistas os instruíam a solicitar à rede que a série fosse transmitida mais cedo para atingir um público familiar maior. Mesmo a série tendo ganho um prêmio Sylvania de melhor programa familiar, em 1954, a CBS preferiu cancelá-la. Mas esse não foi o fim da família Anderson. A Scott Paper Company viu a reação do público e decidiu patrociná-la, dessa vez, na NBC, em novo horário, às 20h30.


Elenco na entrega do prêmio Sylvania

A série ficou tão vinculada à cultura do país, que em 1959, o Departamento do Tesouro Americano solicitou um episódio de 30 minutos intitulado 24 Hours in Tyrant Land, cujo enredo mostrava ao público como seria a vida se o país se tornasse comunista. Para evitar o que consideravam uma ameaça, era preciso comprar bônus do governo. O episódio não era para veiculação na TV e sim para distribuição em escolas, igrejas e grupos cívicos. Mas a série na realidade, falava das coisas do dia-a-dia de qualquer família. Os principais roteiristas, Roswell Rogers e Paul West tiravam as idéias de suas próprias vidas. Rogers tinha três filhos e West, quatro.

Em 1960, Robert Young começou a se cansar do papel, que já interpretava há 11 anos. Além do mais, a família estava mudando, pois as crianças haviam crescido. Para continuar a série eles teriam de mudar a fórmula, e até pensaram nessa possibilidade, casando Betty e enviando James para a faculdade ou exército, mais isto significaria uma divisão da família. Ficou evidente que estava na hora de encerrar a produção. Para não decepcionar a Screen Gems, os patrocinadores e o público, a produção fez um acordo com a CBS, que manteria a série no ar em reprises por dois anos, com o patrocínio da Scott Paper Company, em horário nobre. Em uma época em que o público não dispunha nem de videocassete, a idéia de assistir a reprises de um episódio favorito ou perdido em sua transmissão original foi bem aceita.


Esq.: Young e Wyatt recebendo prêmios Emmy
Dir.: Billy Gray recebendo o prêmio de adolescente melhor vestido de 1958

Nenhum comentário:

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.