quarta-feira, 15 de julho de 2009

Falecimentos

Dallas McKennon (1919 - 2009)

Rosto conhecido entre os fãs de séries clássicas, Dallas McKennon faleceu no dia 14 de julho aos 89 anos de causas naturais.

Nascido em La Grande, no Oregon. Perdeu a mãe ainda criança e quando seu pai não pode mais manter financeiramente os filhos, Dallas foi entregue a um casal amigo de sua mãe, Jean e George Birnie.

Sonhador e criativo, Dallas foi aconselhado pelo diretor de sua escola a arrumar um trabalho na rádio local. Após conseguir um patrocinador, Dallas estreou seu primeiro programa radiofônico no qual narrava histórias de autores como Mark Twain. Fazendo as vozes de cada personagem, ele criou vários tipos e conquistou uma audiência fiel.

Depois do período escolar, Dallas serviu nas Forças Armadas no Alasca e depois na Coréia. De volta aos EUA, arrumou emprego em um orfanato onde também se fazia passar por Papai Noel versão magrela, para entreter as crianças.

Com Fess Parker em "Daniel Boone"

Um dos testes para atores que fez surtiu efeito. Dallas estreou como ator no cinema com o filme "Bend in the River", com James Stewart. Logo depois, o ator mudou-se para Hollywood onde foi contratado para dublar a voz de um dos personagens do desenho Pica-Pau.

Chegou à TV nos anos 50 onde fez participações em séries como "Dragnet", "Gunsmoke", "Ben Casey", "Laramie", "O Homem de Virgínia", "O Homem do Rifle", "Meu Marciano Favorito", "A Caravana", "Bonanza", "Big Valley" e "Space Academy", entre outros. No início da década, criou e estrelou um programa infantil de temática espacial chamado "Captain Jet". O programa local originou uma versão em outro estado, estrelado por outro ator.

O ator, também dublou personagens de desenhos como "Hardy Boys", "A Turma do Archie" e "Gumby". No cinema fez vozes para os filmes "Mary Poppins" (a voz da raposa), "101 Dálmatas", "A Bela Adormecida", "Mogli, o Menino Lobo", "A Dama e o Vagabundo", entre outros.
Mas, ele é bem mais conhecido por interpretar Cincinatus, o dono da venda local, na série "Daniel Boone" dos anos 60.

Afastado do cinema e da televisão no início dos anos 90, Dallas passou a apresentar-se em shows pelos EUA onde contava histórias de suas experiências em Hollywood, cantava e imitava várias vozes famosas. O ator também era músico, tendo composto várias canções sobre a vida simples do interior e os valores familiares.

Dallas casou-se em 1942 com Betty McKennon com quem teve oito filhos.

Judi Ann Mason (1955-2009)

Roteirista de filmes e séries, afro-americana que abriu caminho para outras mulheres de sua cor também se tornarem roteiristas, Judi faleceu no dia 8 de julho aos 54 anos em conseqüência de uma ruptura da aorta.

Nascida na Louisiana, Judi tinha 19 anos quando viu um anuncio em sua faculdade convidando aspirantes a roteiristas a participarem do American College Theater Festival. O melhor roteiro para comédia ganharia o Norman Lear Award e um valor de 2.500 dólares.

Precisando do dinheiro, Judi escreveu "Livin´Fat", sobre uma família negra pobre que enfrenta um dilema em ficar ou devolver uma grande soma em dinheiro que por acaso eles encontram. Judi ganhou o primeiro lugar no festival em 1975 e seu texto foi produzido.

Logo após o término de seu curso na faculdade, em 1977, Norman Lear a convidou a fazer parte da equipe de roteiristas da sitcom "Good Times". No mesmo ano ela ganhou outro prêmio com sua peça "A Star Ain´t Nothin´But a Hole in Heaven". Judi escreveu mais de 25 peças.

Com "Good Times", Judi iniciou sua carreira televisiva, tendo contribuído com roteiros para as séries "Sanford & Son", "A Different World", "Barrados no Baile" e "Gótico Americano". Em 2000 escreveu o roteiro da minissérie "Sally Hemings: An American Scandal"

Para o cinema, Judi foi uma das roteirisstas do filme "Mudança de Hábito 2", entre outras produções.

Anna Karen Morrow (1914-2009)

Atriz convidada de séries, Anna faleceu no dia 1º de julho aos 94 anos de idade.

Nascida em Nova Jersey, Anna iniciou sua carreira como modelo. Logo depois estreou na Broadway atuando em várias peças antes de mudar-se para Los Angeles onde estreou na televisão no início dos anos 50.

Como atriz convidada esteve em séries como "Gunsmoke", "Jornada nas Estrelas", "Hazel", "A Caravana", "Marcus Welby", "Cavalo de Ferro", "O Rebelde", "Projeto UFO", entre outros. Na década 60 integrou o elenco da novela noturna "Caldeira do Diabo/Peyton Place".

No cinema, esteve no filme de Alfred Hitchcock, "O Homem Errado", estrelado por Henry Fonda.

Aposentou-se em 1978 passando a trabalhar no ramo imobiliário. Após sua aposentadoria, Anna foi voluntária na Muscular Dystrophy Association e também participava de convenções com celebridades.

Em 1947 casou-se com o ator Jeff Morrow com quem permaneceu casada até a morte dele em 1993. O casal teve uma filha, Lissa Megan Morrow.

Um comentário:

jose disse...

dallas mckennon deixou o seu nome marcado para nos que somos fas de series de tv.O seu personagem cincinatus da serie daniel boone é inesquecivel.Se não me falha a memoria ele iria fazer 90 anos neste mes de julho.uma pergunta ele mantia contato com os colegas da serie daniel boone?

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.