terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Lost Inicia Sua Contagem Regressiva

 
Elenco de "Lost"

A 6ª e última temporada da série "Lost" terá início esta noite na TV americana. No Brasil, o AXN programou a estréia para o dia 9 de fevereiro. Com a promessa de desvendar a maioria dos mistérios que foram propostos ao longo das cinco primeiras temporadas, o retorno de "Lost" também traz a expectativa de se  desbancar o recorde de audiência de "Mash", que tem o último episódio como o líder, até hoje, no ranking de maior audiência das séries de TV americana.

A princípio, acreditava-se que o último episódio de "Mash" tinha conquistado a marca de 106 milhões de telespectadores em uma única noite de exibição ao vivo. Mas, em 1997 foi lançado o livro "Toasting Cheers", um guia da série "Cheers", que revela outro número recorde do último episódio de "Mash": 121 milhões de telespectadores ao vivo, algo que até agora nenhuma série conseguiu desbancar. A própria "Cheers" está com seu último episódio, exibido em 1993, figurando em segundo lugar, com 93 milhões de telespectadores. 

A expectativa da imprensa americana é que "Lost" bata o recorde de "Mash" ainda com o primeiro episódio da sexta temporada. Para tanto, a mídia está alimentando a ansiedade dos fãs e estimulando a curiosidade do público em geral para assistir a estréia da nova temporada ao vivo na TV americana. Uma pré-estréia ocorreu no Havaí, na qual 12 mil pessoas compareceram ao evento realizado em uma praia com a presença dos atores. Mas, este evento possibilitou o vazamento do episódio na Internet, em imagens precárias, o que pode ter saciado a curiosidade dos não fãs.

Elenco de "Mash"

Apesar da fama e da legião de fãs que a série "Lost" conquistou, sua audiência ao vivo na TV americana é mediana. Sua primeira temporada registrou uma média de 15.7 milhões de telespectadores, sua maior audiência. A segunda sofreu uma queda, chegando a 15.5; a terceira baixou ainda mais chegando a 15 milhões; a quarta teve 13.4 milhões, e a quinta temporada exibida despencou para 11 milhões de telespectadores, em média. O episódio piloto registrou uma das maiores audiências solo da série, com um total de 18 milhões de telespectadores.

Em comparação à séries "Desperate Housewives", "House" e "NCIS", suas contemporâneas, "Lost" perdeu na audiência televisiva ao vivo, visto que a maior já registrada por estas, são 24.7 milhões, 19.4 milhões e 20.45 milhões, respectivamente.  

Quebrar o recorde de "Mash" pela TV ao vivo tem sido o sonho almejado por centenas de produtores de televisão ao longo dos anos. Acreditava-se que o último episódio de "Seinfeld" conseguiria derrubar a audiência de "Mash", mas a sitcom que marcou a década dos anos 90 encerrou sua produção em 1998 conquistando um total de 76 milhões de telespectadores para seu último episódio. Depois, em 2004, esperava-se que o series finale de "Friends" batesse o recorde. Mas a sitcom adorada pelos jovens da época registrou um número abaixo de "Seinfeld", produzida no mesmo período. Foi com um total de 52.5 milhões de telespectadores que "Friends" se despediu do público.


O primeiro recorde de audiência em séries de TV foi registrado em 1953 por "I Love Lucy", quando a personagem de Lucille Ball vai para o hospital ter seu bebê. Estima-se que 44 milhões de telespectadores tenham acompanhado ao episódio, em uma época em que a televisão ainda estava se firmando e muitos assistiam à TV nos bares, restaurantes, clubes e lojas. Este número não conseguiu ser suplantado nem pelo tão aguardado último episódio de "O Fugitivo", em 1967 (não tenho o registro da audiência com o número de telespectadores).

Em 1980, "Dallas" registrou um novo recorde, com o episódio "Quem Atirou em JR?", que conquistou 83 milhões de telespectadores. Mas três anos depois, o último episódio de "Mash" estabeleceu a nova marca para a audiência ao vivo.

Para derrubar esta audiência, não é levado em consideração os números registrado em downloads oficiais ou ilegais (os quais registram audiência internacional), nem tão pouco a audiência que deixa o episódio gravando para assistir depois. Primeiro porque na época de "Mash" isso não existia e, segundo, porque apesar do avanço das novas mídias, a televisão ao vivo ainda é a preferência dos anunciantes.

(clique nas imagens para ampliar)
  
  

  
  
  
 
 

Um comentário:

Arteche disse...

M.A.S.H. não é algo a ser batido, e sim, reverenciado. É "hors concours". Briguem pela audiência e se orgulhem de ficar atrás de M.A.S.H.

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.