sábado, 28 de novembro de 2009

As 10 Melhores Séries da Década


O jornal The Hollywood Reporter publicou esta semana uma lista com as dez melhores séries da década. Segundo a publicação, foram levados em conta a qualidade do desenvolvimento de roteiros e personagens, bem como a estética, além da sua contribuição ao formato seriado. A audiência dos programas não foram levadas em consideração, tendo em vista tratar-se de uma lista que visa qualidade e não popularidade. Para serem avaliadas como as melhores da década, foram levadas em consideração séries que tiveram início a partir de 1999.

Segue abaixo a lista das séries na ordem do 10º ao 1º lugar, com os comentários do jornal.

10º - Modern Family (ABC - 2009-em produção):
É um pouco arriscado escolher uma série que recém estreou e colocá-la em uma lista dos melhores da década. Mas no caso de "Modern Family", o risco diminui em vista do currículo de seus criadores, Steven Levitan e Christopher Lloyd. Em uma época em que a maioria das novas séries ainda estão tentando se definir, esta tem se revelado consistente, engraçada, inteligente e bem escrita. Ela tem todos os ingredientes de um clássico em produção.

9º - Lost (ABC - 2004-em produção)
Parte aventura, parte mistério, parte ficção científica, "Lost" ainda conta com caracterizações convenientes. Supostamente concebida como uma mescla de "O Senhor das Moscas" (já em DVD no Brasil), "Survivor", "A Ilha dos Birutas/Gilligan´s Island" e "Cast Away", a série conseguiu desenvolver uma mitologia única e um ritmo nada convencional que misturam histórias do presente com o passado e com o futuro. Os criadores Jeffrey Lieber, J. J. Abrams e Damon Lindelof, apresentaram um dos maiores elencos televisivos com personagens profundamente interessantes.

8º - 24 Horas (Fox - 2001-em produção)
Robert Cochran e Joel Surnow conceberam esta série em uma época em que a idéia de um ataque terrorista às torres gêmeas do World Trade Center parecia inconcebível. Mas quando o inimaginável ocorreu, a América uniu-se ao incansável agente Jack Bauer (Kiefer Sutherland) em histórias que apresentavam um super-suspense aliado a muita ação. Até mesmo a CIA de verdade acompanhou. Com um ótimo olhar para a seleção de atores convidados e um formato em tempo real, "24 Horas" injetou excitação à telinha.

7º - 30 Rock (NBC 2006-em produção)
Talvez seja porque Tina Fey e Lorne Michaels conhecem a televisão de ambos os lados da câmera. Mas mais do que isso, eles compreendem as loucuras que ocorrem quando a cultura corporativa encontra a anarquia criativa. "30 Rock", uma série dentro de uma série é culpada, vez por outra, por morder a mão daquela que a programa (NBC), mas nunca perde o rumo e apresenta sátiras maduras sobre o ramo do showbiz.

6º - Mad Men (AMC 2007-em produção)
Matthew Weiner voltou no tempo quase meio século para criar um drama que promove um novo olhar aos relacionamentos, aos negócios e ao gênero. Situada no início da década de 60 em uma proeminente empresa, "Mad Men" é lindamente escrita e abençoada com um grande elenco, começando por Jon Hamm como o executivo Don Draper. Foi uma longa caminhada, mas com certeza é muito bom olhar para trás.

5º - Damages (FX 2007-em produção)
Poucos ou quase nenhum roteirista conseguiu criar algo tão intrigante e surpreendente quanto Glenn Kessler, Todd A. Kessler e Daniel Zelman conseguiram fazer com "Damages". Um drama jurídico de alta qualidade no qual quase nada é exatamente o que aparenta ser. Um elenco soberbo, a começar por Glenn Close, traz à vida um dos mais ambiciosos enredos já concebidos para a televisão. A série consegue ser intrigante e viciante como poucas conseguiram.

4º - The Shield (FX 2002-2008)
Da mesma forma que David Chase encontrou uma nova e poderosa direção para o drama criminal, Shawn Ryan definiu o molde para o drama policial. "The Shield" é tudo o que uma série policial nunca foi até agora, a começar pelo anti-herói Vic Mackey (Michael Chiklis), um simpático porém corrupto, policial de Los Angeles que define suas próprias regras de como se aplicar a lei, de acordo com o "andar da carruagem". A moral ambígua promove um escapismo às histórias que foram reais e absolutamente incríveis.

3º - Curb Your Enthusiasm (HBO 2000-em produção)
Com seu lucro como um dos criadores de "Seinfeld", Larry David poderia ter comprado uma das Ilhas Virgens e se aposentado para o resto da vida aproveitando o lazer e a luxúria. Ao invés disso, ele se colocou em uma série cômica que satiriza o politicamente correto e faz mais graça ainda com uma versão de si mesmo. Com histórias sem roteiro, apenas com definição de enredo, "Curb Your Enthusiasm" transformou a mortificação e a falta de tato em uma forma de arte.

2º - The West Wing (NBC 1999-2006)
Aaron Sorkin, criador da série, jurou que esta não era sua forma de fazer com que os direitos civis pudessem ser apresentados a uma audiência de massa, mas é justamente isso que a série faz. Neo-conservadores comandavam a verdadeira Casa Branca na época em que a série era produzida. Na televisão, no entanto, uma equipe formada por progressistas de elevados princípios morais determinavam o nível do governo. É bem possível que esta série infalível, espirituosa e inteligente, embalada com atuações poderosas, tenha ajudado a estimular a fome do país por mudanças.

1º - The Sopranos (HBO 1999-2007)
De sua abertura com Tony Soprano na piscina enfrentando os patos, passando por sua ambiguidade e chegando ao seu final que gerou polêmica, "A Família Soprano" deu início a uma nova forma de drama. O criador David Chase brilhantemente mesclou o lado intimista do chefe da máfia, Tony Soprano (James Gandolfini), e o mundo violento do crime organizado que ele comandava, com as convenções da classe média suburbana. Incrivelmente a série dominou as conversas nos intervalos dos expedientes, mesmo sendo um programa da HBO, disponível a uma pequena fração da audiência nacional.

7 comentários:

Alícia Melo disse...

o jornalista responsavel [ou in] e o editor do The Hollywood Reporter q permitiu a publicação disso são dois loucos, só pode. The West Wing em 2º é a coisa mais absurda q eu já vi nessas listas de 'melhores séries'. hahahahahah
tá, a lista toda é uma piada, não só o 2º lugar, quando a série tá certa, seu lugar tá errado. aff
vou nem comentar mais q já fui negativa o suficiente. ahuuhauhahua
beijos

Aquila11 disse...

Bem... Parece que estes caras não assistiram a Millenium, Arquivo X, Ally McBeal, CSI, ER, Friends, Seinfield, entre outros...
Ou estou muito velhinho???

Mas Soprano é mesmo imbatível...

Moisés disse...

The Wire

ARTHUR disse...

Gostei da lista!
Sei que é difícil para quem é fã de seriados escolher entre muitas séries. Fazer uma lista com 10 é quase impossível.

O que eu não posso deixar de expressar é minha revolta por Six Feet Under não estar nessa lista. Tenho certeza que a Fernanda vai concordar comigo.

- Apesar de cedo para falar qualquer coisa, Modern Family é genial e tenho certeza que vai continuar assim.

- Adorei ver Damages, 24, Mad men e The Shield nesse top 10. Adoro todos.

- Se pudesse colocaria Breaking Bad ai. Seriado bom e bem feito esse viu.

Enfim mais uma vez, Six Feet under não estar nessa lista é imperdoável.

:)

Spockhur disse...

A lista realmente lista os melhores da década. Mas para mim faltou uma das séries mais geniais dos últimos anos - Justiça sem Limites.

Karla - RJ disse...

Sei lá, concordo com algumas; porém, deixar House de fora me chocou um pouco. House, para mim, é a segunda melhor série já produzida. Só perde para Lost.

Livio Lee disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.