sexta-feira, 11 de setembro de 2009

William Hurt Enfrenta Moby Dick

Ahab volta a caçar a baleia gigante Moby Dick em uma nova produção alemã da Tele München Group. Escrita por Herman Melville e publicada em 1851, a história de "Moby Dick" tornou-se um clássico já levado ao cinema.

Alguns jornais a classificam como minissérie, outros como telefilme. A produção orçada em 25 milhões de dólares terá o ator americano William Hurt, de "Damages", no papel do capitão Ahab e ainda conta com a presença de Ethan Hawke, que irá interpretar Starbuck, o primeiro oficial que desafia a autoridade do capitão.

Este é considerado o projeto mais caro da produtora alemã nos últimos 40 anos. Em parceria com a austríaca ORF e a americana RHI Entertainment, a minissérie está a cargo do produtor Rikolt von Gargen, responsável pelo filme "Sea Wolf".

A adaptação do livro será de Nigel Williams, com direção de Mike Barker. As filmagens serão feitas em Lunenburg, na Alemanha, bem como na República de Malta e no Canadá. Para reproduzir a baleia Mody Dick, a produtora planeja utilizar animação em CGI.

A história já teve pelo menos quatro versões: uma em 1930, com John Barrymore; outra, a mais famosa, em 1958, com Gregory Peck; outra em 1978, com Jack Aranson; e outra em 1998, para a TV com Patrick Stewart. A Universal ainda tem um projeto de um filme para 2011, com direção de Timur Bekmanbetov.

A estréia da minissérie (ou será telefilme?) está prevista para 2010.

Um comentário:

Soy Sofia Maror disse...

Sem dúvida, eu vou dizer que esta história é espetacular. Moby Dick é épica, uma história que ilustra grandes cenas, preocupações filosóficas e dualidade que encontra-se em todas as criaturas. A história da grande baleia branca, é um magnífico dramatização do espírito humano em um cenário de natureza primitiva. Actualmente encontro-me ler este clássico, tomar algumas páginas e ele realmente está me cativar. Eu só vi o filme No Coração do Mar do Ron Howard é, e é um espetáculo visual bastante interessante que recebe cenas específicas com força suficiente. Uma grande história, grandes performances, grandes efeitos especiais e cenas de ação enérgicos, mas talvez o script é um pouco dispersos querendo cobrir muitos tópicos, a mensagem final não deixa de ser claro e não consegue mover como deveria.

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.