quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Modern Family Traz Ed O´Neill de Volta à TV

Primeiro a série foi batizada de "An American Family", mas devem ter achado que as famílias tradicionais iriam se sentir ofendidas pela companhia dos personagens desta série, porque modificaram o título para "Modern Family", bem mais adequado ao tipo de história que será contada na série.

Moderna porque os personagens estão participando de um documentário cuja narrativa é parecida com um reality show. Moderna porque temos um exemplar de uma família composta por um homem mais velho, divorciado, atualmente casado com uma mulher latina que poderia ser sua filha. Mas ele já tem três filhos de seu primeiro casamento e ela tem um de uma relação anterior. A outra família é composta por um casal gay que acaba de adotar um bebê chinês. E tem uma terceira, que pretende representar a boa e tradicional família americana: a mãe é dedicada aos três filhos, ficando escrava de seus afazeres, enquanto que o pai, tentando ter uma boa relação com eles, acaba fazendo algo que os deixam, de alguma forma, envergonhados.

A série foi criada por Christopher Lloyd e Steven Levitan e se tornou uma das grandes apostas da ABC; caindo nas boas graças da crítica americana e considerada uma das melhores estréias da temporada, "Modern Family" inicia hoje à noite sua carreira na TV americana.

Estrelada por Ed O´Neill que fez fama interpretando Al Bundy na série disfuncional "Um Amor de Família/Married with Children", a sitcom ainda traz Ty Burrell, de "Back to You", Julie Bowen, de "Ed", "ER" e "Justiça Sem Limites", Jesse Tyler Ferguson, de "Do Not Distrub" e "The Class", Eric Stonestreet, visto em "CSI", e Sofia Vergara, entre outros atores.

Os fãs de "Um Amor de Família" não devem esperar ver Al Bundy quando derem de cara com Ed O´Neill, seu personagem é um pouco diferente daquele que o tornou famoso. Embora cínico e rabugento, Jay (O´Neill) é dedicado à família; apaixonado pela esposa, tenta acertar na educação do seu enteado já que acredita ter feito tudo errado com seus três primeiros filhos. Estes ainda estão por perto, cobrando, criticando e fazendo as pazes sempre que possível. A ex-esposa do personagem de O´Neill será interpretada por Shelley Long, de "Cheers", que fará participações semi-regulares.

Lidando com o dia-a-dia destes três exemplares da pilastra de uma sociedade, a série explora os problemas e as soluções encontradas por eles para seguirem em frente em suas relações. A dramatização é interrompida de quando em quando para apresentar os personagens em depoimentos para a câmera. Eles são o foco de um documentarista europeu que tem como tema a cultura americana vista através dessas famílias.

Assim, tal qual em um reality show, os casais falam com a câmera sobre seus sentimentos e opiniões relacionados com o tema do episódio. Não segue o visual de "The Office", já que a câmera não acompanha os personagens, ela é mais estável.

A produção também não é uma sitcom tradicional que, gravada diante de um público, tem a obrigação de fazer rir, seguindo uma estrutura teatral. Ela é mais uma comédia, que segue a estrutura de um filme, e não tem necessáriamente que produzir uma piada de três em três minutos. A situação cômica é subjetiva, e vem das relações, das posturas, das idéias e dos comportamentos de cada um.

A série tem 13 episódios iniciais encomendados. Em um deles veremos Edward Norton, que ao assistir ao episódio piloto, o qual foi disponibilizado nos EUA online, pediu para fazer participação na série. Assim, o veremos em um episódio em novembro.

Confira fotos e videos aqui.

Os títulos dos primeiros episódios são:

01. Piloto
02. The Bicycle Thief
03. Changes


Nenhum comentário:

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.