quarta-feira, 23 de setembro de 2009

John Hart (1917-2009)


Conhecido como o ator que substituiu Clayton Moore na série "The Lone Ranger", John Hart morreu aos 91 anos no último domingo, dia 20 de setembro. Segundo sua esposa, Beryl Hart, o ator sofreu de demência nos últimos anos de vida.

Nos anos 50 Hart assumiu a difícil tarefa em substituir Moore na popular série infantil "The Lone Ranger". Em disputa contratual o ator que fazia a alegria de seu público deixou o elenco da série. Quando Hart tomou seu lugar o público não gostou. Mas, ao longo dos anos, após o cancelamento da série, Hart passou a fazer parte das lembranças daqueles que assistiam "The Lone Ranger" e a ser lembrado como o outro Zorro (como o personagem ficou conhecido no Brasil)

Nascido em 13 de dezembro de 1917, em Los Angeles, Califórnia, Hart iniciou sua carreira no cinema em 1937 fazendo pontas e figurações. Afastou-se em 1941 quando foi convocado. Após a Guerra, Hart conseguiu o papel principal no filme "Jack Armostrong: The All-American Boy", da Columbia em 1947, que teve como base um programa de rádio. Mas o filme não conseguiu alavancar sua carreira.

Outros papéis menores se seguiram, na maioria faroeste. Entre eles, participação como ator convidado em "The Lone Ranger". Quando Clayton Moore (já falecido) foi demitido do elenco da série durante uma disputa contratual, John Hart foi escolhido para substituí-lo por ter uma estrutura física parecida com a de Moore. Gravando um episódio a cada dois dias, Hart tornou-se o novo Zorro. Enfrentando a fúria dos fãs de Moore e deixando de lado o burburinho, ele atuou em 52 episódios. Mas o público exigia a volta do verdadeiro Zorro, forçando o estúdio a fazer um acordo com Clayton Moore e trazê-lo de volta ao elenco. John Hart seguiu com sua carreira.

Na TV teve participações em séries como "I Love Lucy", "Tales of Texas Ranger", "Sargento Yukon", "Patrulha Rodoviária/Highway Patrol", "Fúria", "As Aventuras de Rintintin", "Cimarron", "Bat Masterson", "Beaver/Leave It To Beaver", "Ben Casey", "Perry Mason", "Costa Brava/Barbary Coast", "Chip´s", "O Super-Herói Americano", e "Dallas".

"O Último dos Moicanos"

Em 1957 o ator estrelou a série "O Último dos Moicanos/Hawkeye and the Last of the Mohicans", produção americana filmada no Canadá que teve como base o livro de James Fenimore Cooper. Situada em Nova York nos anos de 1750, a série teve apenas uma temporada com 39 episódios. Mais tarde, ele teria um papel semi-regular na série "Couro Crú/Rawhide", na qual interpretou o personagem Narbo.

No cinema o ator estrelou em 1955 o filme "The Adventures of Captain Africa", o qual foi originalmente produzido para ser a versão do personagem Fantasma dos quadrinhos. Mas a Columbia não conseguiu os direitos do uso do personagem, e por isso o filme foi refeito no formato seriado de cinema e o personagem foi transformado no Captião África.

Muitos outros filmes se seguiram, mas na grande maioria Hart fazia apenas pontas, não tendo seu nome creditado. Entre eles estão "Pavilhão 7/Capitão Newman", "36 Horas", "Marnie, Confissões de uma Ladra", "A Mesa do Diabo/The Cincinatti Kid", e "Onde Estava Quando as Luzes se Apagaram?", com Doris Day, entre outros.

John Hart e Clayton Moore em 1997

Ironicamente seus últimos trabalhos tanto no cinema quanto na TV foram relacionados ao seu trabalho na série "The Lone Ranger". No cinema esteve no filme "The Legend of the Lone Ranger", em 1981, no qual fez uma ponta como o editor de um jornal. Na TV esteve em um episódio de "Happy Days", no qual apareceu como o Lone Ranger quando Fonzie (Henry Winkler) conhece o herói de sua infância.

Enquanto filmava "O Último dos Moicanos" no Canadá, Hart conheceu a atriz Beryl Braithwaite que teve participação na série. Dez dias depois eles se casaram e viveram juntos por 57 anos. O casal teve apenas uma filha, Robyn Proiette.


Além de ator, Hart também era produtor de filmes educacionais, de vendas e de turismo. Também trabalhou na pós-produção da série "Quincy - Corpo de Delito".

O corpo do ator será cremado em cerimônia reservada à família e amigos.

Um comentário:

audiebronson disse...

John hart fez parte da minha infancia,eu assistia o lone ranger numa antiga tv preto e branco.E tambem lia os gibis que eram produzidos no brasil.Ate hoje não sei porque batizaram a serie de zorro?

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.