domingo, 26 de julho de 2009

Comic Con 2009: Relatório do Painel de Spartacus: Blood and Sand

Sam Raimi e Rob Tapert já conseguiram conquistar uma legião de fãs ao trazerem nos anos 90 as séries "Hércules" e "Xena a Princesa Guerreira". De lá para cá os dois vêm investindo em novos projetos juntos, entre eles "Legenda of the Seeker" e, agora, "Spartacus: Blood and Sand".

A famosa história do escravo que se torna gladiador já foi contada por Stanly Kubrick no cinema em filme estrelado por Kirk Douglas. Agora, seguindo um visual que lembra os filmes "300", "Gladiador" e "Troy", a dupla espera reconquistar o sucesso com esta nova série filmada na Nova Zelândia para o Starz. Trata-se de um pequeno canal a cabo que recém começou a investir na produção de séries dramáticas, preferêncialmente com base em filmes famosos. Em sua grade já consta "Crash", estrelada por Dennis Hopper, além das comédias "Head Case" e "Party Down".

No painel da Comic Con estiveram presentes Lucy Lawless, que na série interpreta Lucrécia, personagem que a atriz descreve como uma espécie de Lady MacBeth. Também à mesa estavam Peter Mensah, do filme "300", que interpreta Doctore, o responsável por colocar Spartacus em forma para a Arena, e Erin Cummins, a Sara, esposa de Spartacus, além de Steven DeNight, roteirista e um dos produtores da série e Rob Tapert. O australiano Andy Whitfield, que interpreta Spartacus não pode estar presente.

Tendo em vista que a vida real do personagem é contraditória, os roteiristas criaram uma linha de tempo na qual tomam liberdades para contar sua história. Desta forma, a série apresentará um homem do povo que por ter sido condenado por um crime é forçado a deixar sua esposa. Transformado em escravo, ele é levado à Arena onde passa a competir nos jogos como um gladiador. Ao escapar, ele reúne seu próprio exército a fim de conquisar o Império Romano.

Recheado de cenas de ação, sangue, nudez, tanto masculina quanto feminina, o trailer da série foi exibido ao público presente. Com 13 episódios encomendados, e seguindo uma narrativa inspirada em "Roma", série da HBO, os produtores esperam conseguir explorar temáticas e situações muito além dos limites da televisão aberta.

O painel iniciou com a exibição do trailer (veja aqui) seguido dos depoimentos de Lucy Lawles e os demais dos participantes. A atriz se disse feliz por retornar à televisão no elenco fixo de uma série e por deixar seus dias de "Xena" para trás. Indagada se sua personagem lutará na Arena, Lawless respondeu que não. Que toda a ação que ela terá será na cama, pois embora não goste de Spartacus, Lucrécia gosta de gladiadores. Em função das cenas de ação e nudez, Lucy revelou que precisou reforçar seus exercícios na academia de ginástica. Segundo ela, as cenas de nudez são as mais difíceis que já filmou.

Segundo Steven DeNight, a produção tem total liberdade de explorar todo seu potencial junto ao público. DeNight comentou que esta liberdade de ação chegou ao ponto de representantes do Starz pedirem para irem mais a fundo, dizendo que avisarão quando a produção cruzar os limites aceitáveis. A idéia é oferecer ao público uma série de ação adulta.

Durante o evento, foi oferecido ao público uma edição limitada do "Spartacus: Upon the Sands of Vengeance", primeiro número de um total de quatro com uma história na versão em quadrinhos, que traz uma capa desenvolvida exclusivamente para a Comic Con. A HQ chegará às bancas em dezembro, mas o canal disponibilizou um video trailer da história. Veja abaixo. Também foram distribuídas fotos autografadas, cards, material promocional (fotos e textos), cartaz da série e camisetas. Os participantes ainda concorreram para ganhar um escudo de gladiador oferecido em sorteio.

Em paralelo à série, serão desenvolvidos jogos para iPhones e iPods que começarão a chegar ao mercado antes da estréia em janeiro de 2010.



Trechos do painel





Bastidores e entrevistas:


Um comentário:

HOLLYWOOD EM CENA disse...

Primeiramente, gostaria de parabenizar o site pela ótima cobertura do comic-con "Spartacus".
Adoro a atriz Lucy Lawless, a acho talentosa, simpática, humana e atenciosa com todos os seus fãs. A personagem "Xena" que ela imortalizou não poderia ter alcançado tanto sucesso se não fosse pela excelente atuação da Lucy. Assisti ao trailer da série "Spartacus" e sinto em dizer que fiquei chocada com as cenas que a atriz se dispôs a fazer, não acho que havia tanta necessidade de explicitá-las daquela forma. Tenho certeza que todos os fãs da lendária "Xena" também se assustarão com tamanha ousadia da atriz. Claro, que alguns dizem que arte é arte e não irão concordar comigo, porém, acredito que a arte para ser melhor contemplada necessita de alguns limites. Apesar de tudo, continuo admiradora de Lucy Lawless e torço para que ela sempre tenha sucesso em tudo que faça. Obrigada pela oportunidade de comentar. Att. Eve.

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.