domingo, 21 de junho de 2009

Giro Pelo Mundo: África

Já faz algum tempo que prometi falar sobre séries que estão sendo produzidas fora do eixo EUA-UK-Brasil. Para tanto já comentei várias vezes sobre séries canadenses e vez por outra menciono alguma produção européia.

Agora espero conseguir manter estes posts com mais regularidade sob o título de "Giro pelo Mundo", trazendo informações sobre séries que se destacam em outros países. Para os arquivos do Blog estes posts continuarão a ser marcados com tags referentes aos países tratados. Como este que entrará na seção "Séries África".

Escolhi começar pelo continente africano porque hoje a revista da TV do jornal O Globo publicou uma matéria muito interessante sobre o trabalho da ONG americana Search for Common Ground. Trata-se de uma organização que utiliza a teledramaturgia como instrumento para reduzir tensões sociais através da propagação das diversas ideologias e opiniões que são percebidas no continente, na expectativa de fazer a população compreender e aprender a lidar com as diferenças.

Através da ONG em associação à Media Focus on Africa Foundation, de Nairobi, foi produzida a série queniana "O Time", que estreou no dia 21 de maio pelo canal Citizen. Orçada em 25 mil dólares, a primeira temporada tem 26 episódios encomendados. A produção tem como base fundos do Department for International Development - DFID do Reino Unido. Tanto os roteiristas quanto os atores são do Quênia. A produção executiva está a cargo de Deborah Jones, americana que trabalhava em Hollywood e largou tudo para unir-se à ONG, e de Mburugu Gikunda.

A série apresenta ao público a formação e os treinos de um time de futebol chamado Imani (que no dialeto local significa "fé"). As histórias giram em torno de sete membros do time que vieram de tribos e classes sociais diferentes. Eles precisam se unir e trabalhar juntos para que o time possa se classificar e vencer um importante torneio de futebol.

O objetivo da ONG é produzir versões desta série em outros dez países da África, Ásia e Oriente Médio, como Marrocos, Serra Leoa e Egito. Em agosto já está prevista a estréia da versão preparada para a Costa do Marfim, através do canal estatal RTI.

A ONG Search for a Common Ground surgiu em 1982. Sediada em Washington, ela foi criada por John Marks com o objetivo de mudar a forma como o mundo lida com os conflitos, compreendendo e aceitando as diferenças. Inicialmente focada nas relações entre Estados Unidos e antiga União Soviética, ao longo dos anos a ONG estendeu suas atividades para 18 países, dos continentes africanos, asiático, europa oriental e oriente médio.

Além da televisão, a ONG produz programas para o rádio além de manter um periódico sobre suas atividades.


Nenhum comentário:

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.