quinta-feira, 6 de maio de 2010

Evento Comemora 60 Anos do Recruta Zero


O Sesc Vila Mariana em São Paulo inicia hoje as comemorações dos 60 anos do personagem Recruta Zero, exibindo filmes e videos, com apresentações de palestras e debates. Seu criador, Mort Walker, enviou para os organizadores do evento, quatro desenhos assinados por ele para serem utilizados pelos organizadores do evento para fins beneficentes. As comemorações encerram no dia 27 de junho.

O Recruta Zero surgiu nos quadrinhos americanos em 1950 sob o nome de Beetle Bailey. A intenção de Mort Walker era a de explorar suas experiências no exército, bem como fazer uma denúncia sobre o dia a dia em um campo militar.


Optando por uma linguagem debochada e satírica, Mort conseguiu manter as histórias do Recruta mais preguiçoso do exército em sua luta para conseguir fugir de suas responsabilidades ou da vigilância do Sargento Tainha. Entre os demais personagens estão os recrutas Dentinho e Quindin, bem como o Tenente Escovinha e o General Dureza. Tem também o cachorro do Sargento Tainha, chamado de Oto.

Publicado pela King Features, empresa do grupo Hearst, de propriedade de William Hearst (aquele que foi parodiado no filme "Cidadão Kane"), o Recruta Zero chegou à televisão em 1963 dentro do programa "The King Features Trilogy". Junto com ele, outros personagens da editora ganharam suas versões animadas, sendo que, nesse programa específico, foram lançadas as versões televisivas do caipira "Snuffy Smith" e "Krazy Kat".


Apesar do programa apresentar histórias distintas com os três personagens, eles eram produzidos por empresas diferentes. Os desenhos do "Recruta Zero" e do "Snuffy Smith" eram produzidos por Seymour Kneitel, através da Famous Studios/Paramount, enquanto que "Krazy Kat" era produzido por Gene Deitch, um imigrante da Tchecoslováquia. Críticos da época, consideraram o terceiro segmento superior aos dois primeiros, que segundo eles, apresentavam defeitos na animação, bem como no desenvolvimento de histórias e personagens.

A série animada "The King Features Trilogy" foi produzida em 1962 com um total de 50 episódios, mas somente estreou em 1963 através da venda a canais regionais. Nesse meio tempo, a Paramount lançou nos cinemas 11 episódios produzidos para o programa, apresentando-os sob o título de "Comic Kings", aos quais foi incluído um curta metragem com a personagem "Luluzinha", para completar um pacote de 12 curtas. O objetivo do estúdio era preencher uma lacuna em sua programação de curtas animados.


Em 1989, o personagem voltou com um especial para a TV produzido pela Hearst Entertainment Productions, e lançado em DVD. 

Leia também a matéria publicada pelo jornal O Estado de São Paulo sobre a passagem do personagem nas histórias em quadrinhos.

Local do Evento:
Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141
Tel. (011) 5080-3000
De 3ª a 6ª, das 10h/21h30; sáb. e dom., das 10h/18h30.
Entrada grátis

2 comentários:

Alfonso disse...

Fernanda, na verdade o Recruta Zero não surgiu inicialmente como um recruta do exército. Quando Mort Walker criou o personagem, o Zero era um universitário. Mas o personagem não colou dessa maneira e Walker decidiu transformá-lo em um recruta do US Army. E o resto é história...

Fernanda Furquim disse...

Obrigada Alfoso! Ouvi falar sobre isso. Mas minha intenção com a postagem foi a de focar o Recruta, por ser o personagem que de fato surgiu e que foi para a televisão.

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.