quinta-feira, 1 de abril de 2010

Renegociação de Contrato Ameça Futuro de Two and a Half Men


Na tarde de hoje a revista People divulgou uma nota informando que o ator Charlie Sheen está decidido a deixar o elenco da série ao final da atual temporada de "Two and a Half Men". A princípio, sua decisão foi interpretada como resultado de seus problemas legais, os quais estão longe de acabar.

Mas, com o passar das horas, outros jornais e revistas começaram a sondar suas fontes, visto que nem a produção, nem a CBS, fizeram qualquer declaração a respeito. E, assim, surgiram novas evidências do caso. Segundo o THR, a decisão do ator foi motivada por questões financeiras. O contrato de Sheen terminou, e para continuar na série é necessário passar pela renegociação de valores.

Segundo o site Access Hollywood, o ator ganha 987 mil dólares por episódio, o que o torna um dos maiores salários atualmente na televisão. Para continuar na série, que já foi renovada até 2012, Sheen pediu 2 milhões por episódio. A contraproposta da emissora foi a de pagar-lhe 1.2 milhões, oferta que o ator recusou. As negociações entre produção e ator continuam. No dia 9 de abril será gravado o último episódio da temporada, que foi reduzida a 22. Se não chegarem a um acordo, Charlie Sheen deverá deixar o elenco da série, segundo declarações de amigos à imprensa americana.

Embora raro, existem precedentes de atores que chegaram a receber salários acima de 1 milhão de dólares por episódio. Tudo depende do lucro que o canal vem obtendo com a série para decidir se paga os altos salários de seus atores. No caso de "Two and a Half Men", a série registra uma média de 15 milhões de telespectadores por temporada. Embora não tenha sido divulgado o lucro anual de sua produção, pela audiência já se conclui que se trata de uma série importante para a CBS.

O elenco de "Two and a Half Men"

Para se ter uma idéia, "Seinfeld" registrava uma média de 21.26 milhões de telespectadores em sua última temporada, quando foi oferecido à Jerry Seinfeld o valor de 5 milhões de dólares por episódio para que ele permanecesse na série; oferta que o ator recusou levando a produção ao cancelamento. Já "Everybody Loves Raymond" registrava uma média de 17.4 milhões de telespectadores em sua penúltima temporada quando a CBS pagou 2 milhões de dólares por episódio à Ray Romano para que ele permanecesse por mais uma temporada, a qual registrou a mesma média de audiência. Por fim, temos o exemplo de "Friends", que registrava uma audiência de 24.5 milhões de telespectadores em sua oitava temporada, quando os seis atores se uniram e exigiram receber 1 milhão de dólares cada para permanecerem na série durante a nona e a décima temporada, as quais tiveram uma média de 21.6 e 22.8 milhões de telespectadores respectivamente.

Esses valores podem parecer elevados, mas não são nada perto do que foi pago a cada ator mencionado pelas participações nos lucros da série. Segundo o canal E!, a participação na receita da série chegou a render à Jerry Seinfeld um valor de 3.9 bilhões de dólares na época de sua produção.

O sucesso da série e o fato dela já ter sido renovada dão à Charlie Sheen subsídios para que ele possa fazer exigências de aumento de salário. No entanto, vale a pena lembrar que, no caso dele sair ou a série ser cancelada por sua saída, dificilmente o ator conseguirá outro trabalho que lhe dê sucesso e prestígio como "Two and a Half Men". Seu histórico de violência doméstica e passagens na polícia limitam ao ator novas oportunidades de trabalho, visto que as produções procuram eliminar ameaças de possíveis problemas na continuidade de suas séries e filmes.

Apesar de sua situação atual, Charlie não é um nome forte no mercado da indústria do entretenimento americano. Até chegar na televisão, o ator teve altos e baixos tanto profissionalmente quanto pessoalmente. Quando substituiu Michael J. Fox em "Spin City", as obrigações em estrelar uma série de TV fizeram com que ele se estabilizasse. "Two and a Half Men" é, praticamente, uma extensão desse período. Mas, se ele volta a protagonizar escândalos que prejudicam a produção da série, Sheen compromete seu futuro.

7 comentários:

Enio San disse...

Discordo - respeitosamente - do autor do post: Entendo que Charlie Sheen não tem futuro sombrio fora da série. Tampouco futuro brilhante - melhor ou igual ao atual - se continuar em Malibu.

A historia dos grandes a$tros não faz o menor sentido: ninguem tem a formula ou receita do que é garantido.

Outra coisa: a série se arrasta nas 2 ultimos temporadas, é visivel.

Chuck é brilhante em Big Bang Theory e afrouxa roteiros em 2 & half man.

Charlie Harper parece de saco cheio de tanta cerveja, Alan não curte mais tanto embananamento e Jake é algo bem fora de esquadro.

Berta, a esquecida, ainda se garante e nem tem mais texto para solar;

Chega, né?

Paguem 2, 3 milhões por epsódio ao Sheen: mesmo assim a receita já desandou e o molho começou azedar.

Time will tell.

Quem venham outras; A fila anda, né?


(charlie vomitando num carrinho de bebê é a cena mais emblematica, o requiem da série)

tá claro que eu sou fã?

Abs!

Fernanda Furquim disse...

oi Enio, não entendi do que você teria discordado em relação à postagem. Vc se refere ao fato de que mencionei que Charlie poderá ter problemas de encontrar trabalhos estáveis no futuro?

Bom, isso é de fato relativo, de qualquer forma me apoio nos exemplos anteriores de astros que passaram pelo que ele passa e da própria postura da indústria nesses casos, sem mencionar que Charlie não é um ator indispensável no mercado.

Fernanda Furquim disse...

Sobre o salário dos atores de outras séries, eles foram utilizados na postagem como referência a valores pagos em relação à audiências da série.

Ulisses disse...

Seinfeld recusou um salário de 5 milhões!!! Caramba! Não sabia... THM é muito boa, mas está começando a ficar meio enjoativa... repetição é a marca de seriados deste tipo e gostamos. Mas está se repetindo muito. Já não assisto tanto como antes. Prefiro ver as reprises de episódios antigos a ver um novo. Não sei se ele merece esse salário que tá pedindo. E se ele sair tem que encerrar a série. Não dá pra continuar sem Charlie. É a mesma coisa do 24 horas sem Jack Bauer.

Masch disse...

Charlie Sheen está sendo bobo, muito possivelmente jamais vai conseguir uma proposta de salário tão alta, para realizar um trabalho tão simples (ele "interpreta" uma versão dele mesmo)

Faz tempo que não vejo esta série, não imaginava que ela ainda tivesse números tão bons de audiencia

Sérgio Miranda disse...

As polêmicas com salários de atores em seriados consagrados não vai acabar depois de Two and a Half Men. Os lucros que as emissoras tem com seriados dessa magnetude são tão exorbitantes, que 2 milhões ainda foi pouco. Charlie Sheen é um ator de carísma, que infelizmente mete o pé pelas mãos toda vez que está em alta. Espero que com ou sem Two and a Half Men, ele possa endireitar sua vida pessoal, pois talento não é algo que lhe falta.

@NandoMagarian disse...

Meio triste... nada a ver com a notícia, mas sou fãzasso da série e, infelizmente, não vejo futuro pra mesma. Como o colega acima já disse, o Chuck Lorre largou de vez o trabalho. Desculpe, mas depois do People's choice do The Big bang theory ele visivelmente dá preferência a esta série.

E eu já dou 1/5 da risada q eu dava nas 2 primeiras temporadas... o Chuck largou, o Charlie está largando, o Jake parece q cresceu e virou outra pessoa, é péssimo... me dói dizer, mas está na hora de acabar.

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.