quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Gene Kelly em O Bom Pastor


Anne Francis com Gene Kelly

Essa é dedicada a nossa leitora Flávia Furquim (irmã da Fernanda), que encontrou essa preciosidade bem lá no fundo do baú. Vocês sabiam que Gene Kelly tinha estrelado uma série?? O grande astro dançarino que encantou gerações com seu elegante sapateado no cinema fez uma escala na TV em O Bom Pastor/Going My Way, produzida para a ABC entre 1962 e 1963.


Na série, Gene Kelly repetiu o papel de Bing Crosby no filme de mesmo nome, lançado em 1944. Como padre Chuck O’Malley, ele se ocupava das coisas simples do dia-a-dia em sua comunidade, como arrecadar fundos para uma boa causa ou montar um time de basquete, e também das coisas mais complicadas, como tratar com gângsteres e defender pessoas injustiçadas. O bom padre, que também cantava, chegou até mesmo a ensinar um dos meninos na congregação (pasmem) a dançar, em um dos episódios.


Enquanto fazia o bem e divertia os telespectadores, O’Malley também tinha de lidar com o rabugento, mas simpático, padre Fitzgibbon (Leo G. Carroll). A seu lado estavam o amigo de infância, Tom Cowell (Dick York, de A Feiticeira/Bewitched), diretor de uma instituição para jovens, e a Srª Featherstone (Nydia Westman), a dedicada governanta gorduchinha.


De acordo com o biógrafo Clive Hirschorn, Gene Kelly aceitou participar da série, porque sua esposa Jeannie estava grávida, assim ele poderia ficar perto de casa em Los Angeles, onde eram feitas as filmagens. Além disso, o pagamento era excelente. No entanto, dois detalhes não o agradavam: primeiro, o ritmo da TV. Cada episódio de uma hora precisava estar pronto em quatro dias. Segundo, o papel era passivo. Kelly desejava abordar questões sociais, mas foi barrado pela censura e pela igreja.


Apesar da presença de Kelly, a série só teve uma temporada. Seu fim é atribuído à concorrência com A Família Buscapé/Beverly Hillbillies e The Many Loves of Dobie Gillis, ambas da CBS, e com O Homem de Virgínia/The Virginian, da NBC, cujo final coincidia com Going My Way. Curiosamente, quando começaram as reprises, a audiência subiu.

Alguns convidados, mais tarde, se tornaram parte da nossa memória, como Bill Mumy (Perdidos no Espaço; Babylon 5), Ivan Dixon (Guerra, Sombra e Água Fresca/Hogan’s Heroes), Linden Chiles (Adolescente de Blue Jeans/James at 15) e Richard Long (Nanny e o Professor/Nanny and the Professor; Big Valley).

(cliquem para ampliar)

Um comentário:

Flávia Furquim disse...

Obrigada! Pois é, parece que era uma série bem legal, não?

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.