Os Trabalhos de Paul Newman na Televisão (com video)

A notícia de que Paul Newman tinha falecido foi divulgada neste final de semana em centenas de jornais, sites e blogs de todo o mundo. Uma morte anunciada há semanas quando o ator deixou o hospital dizendo desejar morrer em casa ao lado da família. Sua morte ocorreu no dia 26 de setembro, vítima de câncer de pulmão.

Newman foi um dos atores que fez parte dos filmes de minha infância. Em função disso parei para ler todos os textos que encontrei a seu respeito. Notei que apenas o jornal Variety (e aqueles que o copiaram) fez alguma menção, sem qualquer detalhamento, de sua passagem pela televisão. Acredito que a maioria desconheça essa fase da carreira do ator, outros provavelmente não dão qualquer importância ao fato. Então, como forma de homenagear este ator, deixo aqui comentários e informações sobre uma fase desconhecida de sua carreira.

Newman tinha feito alguns trabalhos no teatro amador quando chegou à TV em 1952 quando a maioria dos programas ainda eram transmitidos ao vivo. Seu primeiro trabalho foi na série "Tales of Tomorrow", uma das primeiras tentativas de se produzir uma série de ficção científica para adultos. Isto porque a ficção na TV era encarada como programa infantil. Algo que "Além da Imaginação" mudaria quando estreou em 1959. Mas, até lá, existiram algumas tentativas como foi o caso da série já mencionada, e de "Um Passo Além" e "Men Into Space", entre poucas outras.


"Tales of Tomorrow" fazia uma mescla de temas adultos com infantis, trazendo histórias com monstros espaciais e outras aventuras que costumavam atrair a atenção da garotada. Era uma série antológica, ou seja, sem atores ou enredo fixo. A série trazia roteiros originais e adaptações de clássicos da literatura, como obras de Júlio Verne, por exemplo. Muitos atores, famosos ou não na época passaram por lá.

Além de Paul Newman, também se fizeram presentes os atores Leslie Nielsen, Rod Steiger, Cloris Leachman, Veronika Lake, Boris Karloff, James Doohan, Jack Warren, Darren McGavin, James Dean e Joanne Woodward. Curiosamente, Newman e Woodward não atuaram no mesmo episódio. Mas seria nos bastidores de programas de televisão que os dois se conheceriam. Posteriormente, atuariam juntos no teatro e se casariam em 1958.

Capa do VHS lançado nos EUA com o
teleteatro
do "US Steel Hour" que
traz Newman e Albert Salmi


O trabalho seguinte de Newman foi a série, também antológica, "Suspense". Não se trata da produção de "Alfred Hitchcock Apresenta", que ganhou o título "Suspense" no Brasil quando teve um remake nos anos 80. Esta produção a qual me refiro é uma série com base em um programa de rádio da época que trazia histórias apresentando pessoas vivendo situações extremas.

No mesmo ano, 1952, Newman teve várias participações na sitcom "The Aldrich Family", na qual interpretou personagens diferentes em episódios até 1953. A série também teve como base um programa de rádio e apresentava o cotidiano de uma família de classe média.

Em 1953, Newman atuou em três episódios do programa "You Are There", também como base um programa de rádio, que recriava fatos históricos. O ator ainda esteve em quatro episódios de "The Web", que apresentava histórias com base em publicações de mistérios da literatura policial. Em 1954 Newman fez figuração em um episódio da sitcom "The Joe Palooka Story". No mesmo ano esteve em "The Mask", série policial transmitida ao vivo. E ainda em "Danger", e "Appoitment with Adventures".

A partir de 1954, Newman, que já estava atuando no teatro em Nova York, passou a fazer participações em teleteatros das principais emissoras da época. Os teleteatros eram as produções mais importantes da dramaturgia televisiva dos anos 50. Eles foram responsáveis em atrair a crítica e o apoio de intelectuais a um veículo que ainda tentava se firmar no mercado americano. Foram os teleteatros que deram credibilidade à TV, produzindo adaptações de peças famosas, além de roteiros originais e adaptações literárias.

Em cena no teleteatro
da "U.S. Steel Hour"


Para compôr este quadro cultural, a televisão apoiou-se na presença em massa de diretores, atores e autores teatrais. Por isso, os teleteatros eram, em sua grande maioria, produzidos em Nova York, onde se encontrava a nata do teatro da época. Ao longo dos anos, a TV começou a investir mais em séries dramáticas, deixando os teleteatros de lado. No final dos anos 50, eles já eram minoria na programação televisiva. A grande maioria dos atores, diretores e autores, não aceitaram trabalhar em programas de menor qualidade, como eram vistas as séries em relação aos teleteatros, e voltaram às suas raízes nos palcos de Nova York. Paul Newman e Joanne Woodward foram dois deles. Outros ficaram, como Robert Duvall e Dustin Hoffman, tendo em vista a absorção do estilo de produção do teleteatro por parte de algumas séries de TV, como foi o caso de "Cidade Nua", que estreou em 1957.

Paul Newman esteve nos teleteatros "Goodyear Television Playhouse", "Armstrong Circle Theater", "The Philco Television Theater", "Producer´s Showcase", "Playwrights ´56", "US Steel Hour", "Kaiser Aluminum Hour" e "Playhouse 90", em 1958, que se tornou o último teleteatro no qual ele teve participação, ao lado de Joanne Woodward. Em 1958, com os teleteatros em baixa, o ator, já casado com Joanne Woodward, passou a se dedicar unicamente aos seus trabalhos no cinema e no teatro.

Tentei fazer um upload de trechos de um teleteatro que tenho com o ator. Mas até agora não consegui me acertar com os programas disponíveis. Se tiver sucesso ao longo da semana, disponibilizarei neste post.

Obs.: Não consegui fazer o upload mas encontrei o video na internet. Segue abaixo então. Trata-se de uma telepeça que seria refilmada em 1973 para o cinema com Robert DeNiro fazendo o papel que foi de Paul Newman e Michael Moriarty, de "Lei e Ordem", interpretando o personagem que fora de Albert Salmi.

     


Comentários

Unknown disse…
Ótimo post Fernanda.

Postagens mais visitadas deste blog

Monk dá Adeus ao Público (com adendo)

Sharona Reencontra Monk

The Heavy Water War, Minissérie Norueguesa Retrata Missão Histórica na 2ª Guerra Mundial