Roteiro Censurado de Rod Serling Ganha Nova Chance


Escrito em 1955 por Rod Serling, "Noon on Doomsday" terá uma leitura a ser realizada durante uma Conferência em homenagem ao criador e principal roteirista da série "Além da Imaginação". Esta é a primeira vez que o texto será apresesentado da forma como Serling desejava. O evento ocorre no próximo sábado, dia 29 de março, no Ithaca College onde Serling lecionou um curso de roteiro para a televisão entre os anos de 1967 e 1975, ano em que faleceu.

"Noon on Doomsday" teve como base a história verídica de Emmett Till, um garoto negro de 14 anos, que vivia em Chicago e foi linchado no Mississippi por assoviar para uma mulher branca durante uma visita que fazia à parentes. Os dois homens acusados de seqüestrar e assassinar Emmett Till foram inocentados apesar de, posteriormente, terem admitido o crime.

Impressionado com a história do rapaz, Serling escreveu um texto com base nesse fato, para ser apresentado no Teleteatro "The United States Steel Hour". Quando a notícia foi divulgada pela imprensa, provocou protestos de grupos racistas, em especial a dos membros da White Citizens Council, uma organização sulista da supremacia branca. Com receio de sofrer boicotes e prejudicar sua imagem, a patrocinadora do programa, a US Steel, juntamente com a rede ABC, censurou vários diálogos e alterou totalmente sua ambientação. Quando foi ao ar em 1956, o texto estava tão diferente que nem Serling conseguia reconhecê-lo. "Noon on Doomsday" foi estrelado por Albert Salmi, Jack Warden, Phillip Abbott e Everett Sloane.

Agora, situada na Nova Inglaterra, a história apresentava o assassinato de um judeu estrangeiro que visitava a cidade. A palavra "linchar" foi excluída dos diálogos e o assassino se transformou em um garoto, de uma boa família americana que, em um momento de insanidade, matou o judeu.

Serling tentaria produzir seu roteiro novamente em 1958, agora sob o título de "A Town Has Turned to Dust", para o teleteatro "Playhouse 90", da CBS. Mas os executivos da emissora reescreveram o roteiro de Serling, transformando o garoto negro em um garoto mexicano, que se apaixona por uma mulher branca, casada com o dono de uma loja. No elenco do teleteatro estavam Mario Alcalde, James Gregory, William Shatner e Rod Steiger. Esse texto foi refilmado em 1988. A nova versão, estrelada por Ron Pearlman e Stephen Lang, é situada em um deserto, em um tempo futuro não definido, onde um nativo americano é morto por um xerife alcoólatra.

Durante anos Serling lutou para ter o texto produzido em sua íntegra, mas sem sucesso. Serling foi um dos primeiros roteiristas da TV americana a escrever sobre questões de seu tempo e suas implicações na sociedade e na condição humana. Foi justamente a frustração de Serling em relação à censura que sofria que o fez investir na criação e produção de uma série de ficção científica com a qual pôde abordar questões que não foram censuradas por se passar em um lugar ...além da imaginação.

Rod Serling fala sobre escrever para a TV:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Monk dá Adeus ao Público (com adendo)

Sharona Reencontra Monk

The Heavy Water War, Minissérie Norueguesa Retrata Missão Histórica na 2ª Guerra Mundial