Flashpoint Nova Série da CBS e da CTV


Com a greve dos roteiristas, as emissoras continuam buscando em outros países alternativas para sua programação. Em função disso, a CBS assinou um contrato com a canadense CTV para a produção do drama policial "Flashpoint", com um pedido inicial de 13 episódios. A série será exibida simultâneamente nos canais CBS e CTV.

A produção da série já tinha sido acertada pela Pink Sky Entertainment com a CTV em dezembro, mas agora a CBS demonstrou interesse em participar. Inicialmente entitulada "Sniper", foi rebatizada de "Flashpoint". Em fase de pré-produção, as filmagens iniciam em abril em Toronto, com os atores Enrico Colantoni (foto à esquerda), de "Veronica Mars", Hugh Dillon, de "Degrassi" e "Durham County", e David Paetkau, de "Whristler", no elenco.

Criada por Mark Ellis e Stephanie Morgenstern, as histórias giram em torno de uma unidade especial de estratégia, composta por policiais treinados em negociar e executar missões de resgate de reféns, desarmamento de bombas, salvamento de potenciais suicídas e a prisão de grupos do crime organizado. A série foi inspirada no Emergency Task Force canadense.

Esta será a primeira série canadense com co-produção americana, a ser exibida simultâneamente no Canadá e nos EUA desde "Rumo ao Sul/Due South" (foto à direita), também produzidas pela CTV e pela CBS entre 1994 e 1996.

Em pouco tempo, termina os episódios inéditos das séries americanas em produção, sendo que a maioria já se esgotou. Também existe uma baixa quantidade de novas séries para estrear. Algumas, como "The Sarah Connors Chronnicles", "Eli Stone" ou "In Treatment", conseguiram entrar no ar apesar de ter poucos episódios para serem exibidos. Outras, como "Sordid Lives: the Series", ainda está em fase de filmagens. Outro problema é a falta de episódios suficientes para dar início a uma nova temporada das séries que já constam da grade de programação das emissoras americanas. Ainda assim, elas estão estreando com o que tem, a exemplo de "Lost". Séries como "Weeds" e "Mad Men" não terão mais problemas, visto que a produção de novos episódios já foi retomada, com o acordo que a Lionsgate fez com o Sindicato dos roteiristas.

Com a greve dos roteiristas, não será possível escrever e produzir episódios novos para se colocar no ar imediatamente após o final da greve. Por isso, as emissoras estão se precavendo e comprando produções inglesas e canadenses ou se associando a projetos que já estão prontos para filmar, como é o caso de "Flashpoint".

Com relação ao andamento da greve, ainda nenhuma novidade, embora corram boatos pela Internet de que ela estaria terminada essa semana.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Monk dá Adeus ao Público (com adendo)

Sharona Reencontra Monk

The Heavy Water War, Minissérie Norueguesa Retrata Missão Histórica na 2ª Guerra Mundial