Estrelas de Hollywood Fazem Doações a Museu de História



Estrelas da época de Ouro de Hollywood reuniram-se recentemente para fazer uma doação ao National Museum of American History. As doações consistem em pertences pessoais de atrizes como Esther Williams, Carol Channing, Tippi Hedren, Rose Marie, Florence Henderson, Julie Newmar, June Lockhart, Dick Van Patten e outros.

Esther Williams, atualmente com 86 anos, doou um livro gigante que seu pai fez para ela quando a atriz ainda era criança. No livro, fotos de atores usando maiôs, marca da atriz que fez sua carreira artística aparecendo em musicais da MGM em números aquáticos.

Carol Channing, 87 anos, doou o vestido que ela usou na montagem original de "Diamonds are a Girl's Best Friend", além do prêmio Tony que ela recebeu por "Hello, Dolly".

A comediante Rose Marie, que integrou o elenco da sitcom "Comédias Dick Van Dyke", está com 85 anos, doou os sapatos e a bola de boliche que ela usou no primeiro curta-metragem sonoro, também estrelado pelo astro de "The Jazz Singer", Al Jolson.

Florence Henderson, 73 anos, da sitcom "Família Fá-Sol-Lá-Si/The Brady Bunch" dôou o troféu TV Land que ela recebeu há alguns anos.

A mãe de Melanie Griffith, Tippi Hedren, que está com 77 anos, doou os roteiros originais dos dois filmes em que trabalhou com Hitchcock, "Os Pássaros" e "Marnie, Confissões de uma Ladra", além do roteiro original de "A Countess from Hong Kong".

June Lockhart, 82 anos, atriz das séries "Lassie" e "Perdidos no Espaço", doou o prêmio Tony que recebeu em 1947.

Julie Newmar, com 74 anos, doou a roupa que usou na série "Batman", quando interpretou a Mulher-Gato (foto).

Angela Lansbury, de "Assassinato por Escrito", e a comediante Phyllis Diller, que não puderam comparecer ao evento, doaram, respectivamente, a máquina de escrever que Lansbury usou na abertura e nos episódios da série, além da trombeta que usou na montagem do musical "Mame". Já Diller, dôou um catálogo com 50 mil piadas, as quais ela utilizou ao longo de sua carreira.

O museu foi inaugurado em janeiro de 1964, com o nome de Museum of History and Technology, em Washington. O objetivo era promover exibições, programas públicos, atividades educacionais, preservar coleções e promover pesquisas na área de História e Tecnologias americanas. Em 1955, o então presidente Dwight D. Eisenhower autorizou uma reforma ao custo de 36 milhões de dólares. Essa reforma foi, na verdade, a construção de um novo prédio de 750 mil equitares em 1958. Em 1980, o museu mudou de nome, passando a ser chamado de The National Museum of American History.

Atualmente, o museu preserva mais de 3 milhões de artefatos e coleções relacionados à história e à cultura americana. Entre eles, o chapéu de Abraham Lincoln, o trompete de Dizzy Gillespie, os sapatos da personagem Dorothy (Judy Garland), no filme "O Mágico de Oz", o boneco Caco, o Sapo, da série "Muppet Show" e "Vila Sésamo", a placa de sinalização do acampamento M*A*S*H* 17044, da série que foi inspirada no filme, que por sua vez teve como base um livro, além de produções mais recentes como "Seinfeld" (a camisa bufante) e "Sex and the City" (o laptop de Carrie), entre outras.

O museu mantém permanentemente exibições no local e virtuais para a seções como O Nascimento das Telecomunicações, Máquinas Humanas, Evoluções Científicas, Mudanças Industriais, Inventores e Inveções, e, é claro, da História da Televisão, entre outras.

Comentários

Anônimo disse…
Este é o endereço para achar a placa do acampamento do M.A.S.H. http://americanhistory.si.edu/collections/object.cfm?key=35&objkey=88
Um parte emblemática do cenário.

Saudações aos saudosistas "mashmaníacos".

Postagens mais visitadas deste blog

Monk dá Adeus ao Público (com adendo)

Sharona Reencontra Monk

The Heavy Water War, Minissérie Norueguesa Retrata Missão Histórica na 2ª Guerra Mundial