Eli Stone Estréia Sob Protestos


"Eli Stone" é a nova dramédia jurídica da rede ABC que estréia na quinta-feira às 21h. A história conta a vida de um advogado de São Francisco que começa a ter visões. Diagnosticado com um aneurisma inoperável, Eli decide mudar de vida. Ele passa então a ajudar as pessoas em seus problemas com a justiça. Entre elas, um soldado que lutou no Iraque e que hoje luta pela custódia dos filhos; um casal de fazendeiros que acusa uma empresa de pesticida de causar esterilidade e uma mulher que alega que o uso de vacinas preventivas causaram o autismo de seu filho.

E é justamente esse caso que está procovando reações de protestos da American Academy of Pediatrics, que pediu à ABC o cancelamento da exibição do episódio em questão. Em carta dirigida aos executivos da ABC, o Dr. Renee R. Jenkins, presidente da Academia, alerta que a história poderá provocar a baixa no uso de vacinas. Essa questão ainda tem o apoio do Centers for Desease Control and Prevention, do Food and Drug Administration, do Institute of Medicine e do World Health Organization, que já declararam publicamente não terem encontrado nenhuma ligação da vacina preventiva ao autismo infantil.


No episódio, a vacina mencionada é a Thimerosal, que há anos é alvo de debates médicos. A vacina já foi apontada como causa do autismo em várias ocasiões. Segundo os produtores da série, o episódio não está tomando partido e, sim, apresentando os dois lados de uma questão que já se tornou pública.

Ainda assim, o Dr. Jenkins, em sua carta à ABC/Disney e divulgada à imprensa, afirma que o episódio poderá influenciar a decisão dos pais em relação aos cuidados médicos dos filhos. Como referência, ele aponta um caso no Reino Unido onde informações mal-divulgadas em 1998 teria feito uma conexão da vacina ao autismo, provocando o declínio de seu uso, o que, segundo o médico, teria provocado a morte de várias crianças.

A rede ABC manteve a decisão em exibir o episódio, mas, por via das dúvidas, irá apresentar um aviso em voice-over que dirá: "A história seguinte é ficcional e não representa nenhum caso ou pessoas verdadeiras, empresas, produtos ou eventos". Um segundo anúncio divulgará o site do Center for Disease Control, que trabalha com o autismo, para maiores informações. O autismo é uma desordem que provoca um comportamento repetitivo e problemas de comunicação. Cientistas acrediam que a causa é genética.


Estrelada pelo britânico Jonny Lee Miller, a série tem como idéia central transformar Eli Stone em um profeta moderno, que luta pelos injustiçados. Mas, sobre o qual se mantém a dúvida: é um líder espiritual ou um louco?

Entre as visões de Eli está o cantor George Michael que gravou quatro episódios da série. Outros personagens surgirão para Eli em sua imaginação, todos oferecendo pistas sobre qual a melhor atitude a tomar.

Criada por Greg Berlanti e Marc Guggenheim, a série está sendo apontada como uma variação de "Ally McBeal", produção onde Guggenheim, um ex-advogado, iniciou como roteirista. Já Berlanti, era roteirista de séries como "Everwood" e "Brothers & Sisters".

Também no elenco estão Victor Garber, de "Alias", Natasha Henstridge, de "As Espiãs", Loretta Devine, de "Boston Public", Matt Letscher, de "The New Adventures of Old Christine" e James Saito, enre outros. Tom Cavanagh, da série "Ed", faz participações especiais como o pai, já falecido e alcoólatra, de Eli.

A série está programada para estrear logo após a exibição do primeiro episódio da quarta temporada de "Lost", o que dará grande visibilidade à produção.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Monk dá Adeus ao Público (com adendo)

Sharona Reencontra Monk

The Heavy Water War, Minissérie Norueguesa Retrata Missão Histórica na 2ª Guerra Mundial