A TV Americana Compra Séries Estrangeiras

Com a greve dos roteiristas que dura duas semanas, os canais americanos iniciam um processo para fugir às eternas reprises que costumavam ser o recurso natural em época de greve. Em 1988, quando ocorreu a última greve de roteiristas, ela chegou a durar cinco meses, causando o cancelamento de várias séries da época. Atualmente, com a globalização e outros programas fazendo sucesso na TV, a alternativa para driblar a greve, enquanto não chegam a um acordo, é o de se produzir mais Reality Shows e o de aliar-se na co-produção de séries estrangeiras, desta forma, os roteiristas e atores são estrangeiros, mas a produção, ou parte dela, é americana.

Outra alternativa é a compra de séries estrangeiras para serem exibidas nos canais americanos, algo que os EUA não gosta de fazer, tendo em vista seu orgulho e sua tradição na produção de séries que são exportadas para o mundo todo. Quando exibem produções estrangeiras, é por que elas ganharam um destaque muito grande na imprensa mundial, mesmo assim, não ganham a mesma atenção que uma versão americana de uma produção estrangeira têm, por exemplo.

Mas essa alternativa parece estar sendo uma vantagem para o Canadá, um dos países que mais sofreu diretamente com a greve dos roteiristas, já que muitas produções de séries americanas são feitas no Canadá, como por exemplo "Galactica", "Mulher Biônica" e "Smallville", que já tiveram suas produções suspensas. A TV americana está negociando a compra das séries "Little Mosque on the Prairie" (foto esquerda), "Durham County" (foto à direita), "Corner Gas", e, prossivelmente, "The Border", uma série canadense que ainda nem estreou em seu próprio país. O problema é que muitos roteiristas canadenses também estão inscritos no Sindicato dos Roteiristas Americanos, já que muitos deles também trabalham para a TV americana, tendo em vista a falta de trabalho em seu próprio país. Por isso, é necessário selecionar as séries que poderão ser compradas nesse momento.

A compra dessas e outras séries não significam que serão exibidas, já que a TV americana está apenas se precavendo para o caso da greve durar muito tempo e ultrapassar a reserva de episódios já produzidos das séries em exibição. De qualquer forma, a chegada da nova temporada no Canadá, em janeiro, dará a chance de programas locais ganharem mais espaço, já que não está prevista a estréia de séries americanas, as quais ocupam quase todo o espaço das TVs canadenses.

Little Mosque on the Prairie

Durham County

Corner Gas

The Border

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Monk dá Adeus ao Público (com adendo)

Sharona Reencontra Monk

The Heavy Water War, Minissérie Norueguesa Retrata Missão Histórica na 2ª Guerra Mundial