Lembra Desse?

Quem não se lembra de Topo Gigio cantando a música "Meu limão, meu limoeiro, meu pé de jacarandá, uma vez tindolelê, outra vez, tindolalá". Criado na Itália em 1958 por Maria Perego, Gigio atravessou o oceano e chegou a outros países sempre ao lado de pessoas famosas, como Ed Sullivan nos Estados Unidos. Também esteve no Chile, México, Venezuela, Argentina, Colômbia, Peru e Japão.

No Brasil, Topo Gigio estreou em 1969 fazendo grande sucesso ao lado de Agildo Ribeiro no programa musical Mister Show, dirigido por Augusto César Vannucci. Eles apareciam em quadros de 15 minutos, previamente gravados para que os truques de manipulação não fossem revelados. Gigio, que na época era dublado por Laerte Sarrumour, um ratinho que pensava que era gente, conversava animadamente com Agildo. Sempre lembrando as crianças de obedecer aos pais, fazer as lições de casa, manter a higiene, fazer suas orações, etc., Gigio foi acusado por psicólogos de só ressaltar o lado bom da criança.

Mas isso não impediu seu sucesso com crianças e adultos, tanto que foram lançadas histórias em quadrinhos, discos (com músicas Meu Calhambeque, Se Essa Rua e Chove Chuva) e, é claro, o próprio boneco do Gigio. No programa, o boneco de pano media 30 cm, com 8cm só de orelhas. Mas a fama também lhe trouxe problemas já que o jornal O Pasquim começou a publicar matérias dizendo que Gigio era homossexual. Preocupados com esse tipo de repercussão, a Globo, que exibia o programa, resolveu incluir Regina Duarte nos quadros. Então o jornal passou a dizer que o ratinho era bissexual. Foi aí que ele saiu do ar em 1971. Em seu último episódio, ele pega sua trouxa e caminha lentamente para longe da tela.

Mas ninguém esqueceu Gigio e sua alegria sempre que pedia um beijinho de boa noite antes de ir dormir, usando seu pijama, na verdade um camisolão. Em 1983, ele retornou pela TV Bandeirantes no programa Boa Noite Amiguinhos. Não fez o mesmo sucesso e saiu do ar. Voltou novamente pela Bandeirantes em 1987, ao lado de Ricardo Petraglia. Mas também durou pouco. Em 2000 a Globo cogitou trazer o boneco de volta com Agildo Ribeiro para um quadro do Zorra Total, mas desistiu da idéia devido aos altos custos dos direitos autorais.

Em 1988, a empresa japonesa Nippon Animation produziu uma versão animada do boneco em um total de 34 episódios de 25 minutos, dos quais 10 estão chegando em DVD ao Brasil pela Focus Filmes com uma versão dublada em português. Na história, Gigio é um astronauta que viaja pela Via Láctea e chega à Terra em um futuro distante. Ele faz amizade com as pessoas, com quem ele consegue conversar, entre elas, sua vizinha e seus animais, além de mais dois ratinhos.

Embora afastado da TV brasileira há quase 20 anos, Gigio ainda é lembrando por uma geração de adultos que um dia foi criança na década de 70 e 80. Apesar de não ser o precursor desse gênero de programa, já que muitos iguais a esse já haviam sido produzidos nos EUA, ele é, certamente, um dos mais famosos internacionalmente e hoje ainda marca presença na cultura popular brasileira em figuras como o Louro José do programa apresentado por Ana Maria Braga.

Comentários

Anônimo disse…
Eu lembro bastante do programa com o Ricardo Petraglia na Tv Bandeirantes.
O Topo Gigio era bacaninha à beça, pena que cantasse tão mal o coitado... Eu tenho 2 disquinhos dele que chegam a irritar os ouvidos em determinado momento.
Emilio Pacheco disse…
Eu adorava o Topo Gigio. Achei uma boa sacada colocarem o diálogo dele com Agildo em um dos discos. Marcou época.
"Eu sou o Topo Gigio que acabou de chegar. O rato de prestígio que vai dar o que falar...quero ver todo mundo sacundindo a pança, todo mundo criança, botando pra quebrar"

Amaaaaavvaaaa esse rato, tinha até bonequinho dele.

Postagens mais visitadas deste blog

Monk dá Adeus ao Público (com adendo)

Sharona Reencontra Monk

The Heavy Water War, Minissérie Norueguesa Retrata Missão Histórica na 2ª Guerra Mundial