Shazam Chega aos Cinemas

Mais um super-herói está com os dias contatos para ganhar sua versão cinematográfica. Trata-se de Capitão Marvel, também conhecido como Shazam. Peter Segal será o diretor e o roteiro está a cargo de William Goldman e Bryan Goluboff. A produção é da Callahan Filmworks e contará a origem de Billy Batson um rapaz que se torna um super-herói ao gritar a palavra Shazam.

Na TV
Shazam chegou à televisão em 1974 com 28 episódios produzidos pela Filmation Studios. Apesar do título e do herói, a história era independente dos quadrinhos. Na série, Billy Batson (Michael Gray) viaja em um trailler na companhia de seu amigo, Mentor (Les Tremayne). Sempre que está confuso com a atitude que deve tomar ele recorre aos deuses que lhe dão conselhos. E sempre que ele pronuncia a palavra Shazam, ele se transforma em um homem forte com super-poderes. A origem do nome vem das iniciais de Salomão (sabedoria), Hércules (força), Atlas (vigor físico), Zeus (poder), Aquiles (coragem) e Mercúrio (velocidade). O herói era interpretado por Jackson Bostwick que machucou-se durante um episódio e foi trocado por John Davey, mais gordinho.

Uma Origem Conturbada
A origem do personagem é datada na década de 40. Meses depois que a Marvel Comics surgiu sua concorrente, a Fawcett Publications lançou uma revista em quadrinhos com o personagem Capitão Marvel, criado por C. C. Beck. Rapidamente ele se tornou bastante popular. Dizem que no primeiro mês a editora conseguiu vender mais de 1 milhão de cópias de sua revista. A DC Comics acusou a Fawcett de plágio por ter criado um personagem muito similar com o seu Superman. Um acordo entre os dois só ocorreria em 1953. Em 1966, surgiu outro Capitão Marvel, publicado pela M.F. Enterprises, que durou apenas 4 edições. A utilização do nome Marvel por terceiros fez com que a Marvel Comics registrasse o nome, mas não conseguiu os direitos do personagem. Dessa forma, a Marvel Comics resolveu criar seu próprio Capitão Marvel, com texto de Stan Lee e desenho de Gene Colan. Mas o personagem não sobreviveu, no entanto, outro surgiria. Nessa época, a DC Comics já estava publicando as aventuras do Capitão Marvel sob o título de Shazam.

Comentários

Anônimo disse…
Eu me recordo de um episódio em que o Capitão Marvel se encontra com a poderosa Ísis.
Aproveitando o filme, bem que alguma emissora podia tornar a exibir esta série tão despretenciosa, porém, divertida e com boas mensagens para os jovens...
Anônimo disse…
Olá gente, meu nome é Barbara e tenho 17 anos. Mesmo tendo tão pouca idade sou fã de várias séries antigas que fizeram a alegria das crianças dos anos 50,60,70 e 80.Citando é claro as que eu já tive o prazer de assistir;Igente 86, Os Monstros, A Família Addams, Perdidos no espaço, Minha família é uma bagunça, Vivendo e aprendendo, Jeannie é um genio,Dallas e Kojak. Especialmente Jeannie é um genio e Dallas por um simples motivo; o Larry Hagman.Mesmo devido a grande diferença de idade e décadas de diferença desde que vi Jeannie pela primeira o momento em que bati os olhos no Major Nelson já o achei o maior tesão.E quando ganhei a minha primeira temporada de Dallas não me interessei muito até que descobri que hagman fazia parte do elenco, quando soube disso não pude me controlar e logo fui dar uma espiada na série e desde que vi o primeiro episódio e hagman [ ainda mais sexy] virei fã de carteirinha da série. Isso que vou dizer agora pode até parecer meio estranho e um tanto engraçado mais comecei a assistir Nip Tuck [ sabe a série que fala da vida daqueles dois médicos do canal Fox] quando li que hagamn faria umas apariçoes especiais na série como o riquaço Burt Landau e por mais louco que isso possa parecer mesmo já um senhor ainda o acho muito atraente.Quando ele foi assassinado por aquela mulherzinha na série [gosto tanto dele] que fiquei com vontade de pular dentro da tv só para dar umas bofetadas nela.Para terminar esse comentário que foi provávelmente uma confissão de amor ao ator gostaria que voces [ da redação] me dissessem como posso conseguir os filmes; Three´s a crowd e Harry e Tonto dois filmes que tenho uma vontade louca de ver e nunca consegui e ambos com Larry Hagman. Obrigado e adorei falar com voces. Até mais.

Postagens mais visitadas deste blog

Monk dá Adeus ao Público (com adendo)

Sharona Reencontra Monk

The Heavy Water War, Minissérie Norueguesa Retrata Missão Histórica na 2ª Guerra Mundial