terça-feira, 9 de março de 2010

Sean Hayes Assume Ser Gay


Em uma recente entrevista à revista The Advocate, o astro de Will & Grace decidiu tornar oficial o fato de ser gay. Se para alguns a notícia é novidade, ele garante que nunca fez segredo do fato, apenas preferiu não ficar a mercê da imprensa, que, após o sucesso da série, constantemente o abordava (e atormentava) sobre assunto.

Diante da perspectiva de comprometer suas chances de conseguir papéis de heterossexuais, ele tornou-se reticente a respeito, respondendo "quando interpreto um gay, quero ser o mais fiel possível ao personagem. E quando interpreto um hétero, também quero o mesmo. Assim, quanto menos souberem sobre minha vida particular, mais fiel aos papéis eu serei."

Mas os anos que o separam da série o ajudaram a reavaliar aquela postura, dando a ele a liberdade de fazer o que deseja e aceitar o fato de que a nem sempre será aceito para algum papel. Também lhe permitiram reunir o conhecimento e os recursos necessários para montar a produtora Hazy Mills Productions, com seu sócio Tod Milliner. A empresa é responsável, por exemplo, pelo piloto da nova série cômica Hot in Cleveland, do canal TV Land.

Craig Zadan, produtor do musical Promises, Promises, que Sean Hayes irá estrelar ao lado de Kristin Chenoweth, acredita que se o espetáculo for um sucesso, ele vai dar uma virada na carreira de Hayes. "Todo mundo sabe que ele é talentoso, mas esta peça mostra seu imenso pontencial. Em termos de papéis futuros, acho que ela vai representar muito." Zadan declarou.

10 comentários:

x kaio costa ' disse...

ele faz bem o papel dele na série. e, como tal, acho q ao invés de fechar portas, isso abrirá.

David ®... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
David ®... disse...

Essa questão de se assumir na mídia é complicada mesmo. Seja nos EUA ou no Brasil (principalmente). O rótulo é muito forte. As pessoas não vêem apenas o galã num papel romântico. elas querem se imaginar COM ele ou COMO ele. E qdo o cara é gay, as maioria já cria um bloqueio.
Enfim...assunto merecedor de uma tese..rs
abs fernanda

Viviane Comunale disse...

Para mim não é novidade, mas nem por isso ele deixou de ser talentoso. Basta assistir Lewis e Martin que conta a história da dupla de comediantes Jerry e Dean. Ele simplesmente deu um show.

Rubens disse...

Taí um que nunca deixou dúvidas que era gay (ou então ele seria bom DEMAIS para fazer esses papeis que ele faz)... :-)

E, David, nao tem jeito: depois que o cara se assume gay, NINGUEM mais vai levar a serio um papel onde ele seja "o galã sedutor de mulheres" do filme, por exemplo. Não tem como. Voce sempre irá lembrar que aquele cara na verdade nao gosta de mulher. Com isso, o sujeito está definitivamente "morto" para aquele tipo de papel. :-)

Fernanda Furquim disse...

Rubens, Richard Chamberlain é gay assumido e continua convincente no papel de galã!

Rubens disse...

Richard Chamberlain, o dr. Kildare? Hmmm... O que ele fez de relevante na tv ou no cinema nos ultimos, digamos, 10 anos, para provar que continua convincente? [a pergunta é séria, eu não lembro de nada relevante, no máximo alguma rápida participação especial em um episódio de uma ou outra serie, e mais nada...]

Enfim, qual foi a última coisa que ele fez -- e que teve romance -- de relevante e convincente, depois de ter se assumido gay?

Lembra daquele carinha de Grey's Anatomy, T.R. Knight, o O'Mala? (pum intended). Assumiu a homossexualidade e isso acabou com qualquer credibilidade em romances envolvendo ele e uma mulher na série... Sei lá, pro público nao funciona mais (se é que funcionava antes).

Fernanda Furquim disse...

O Chamberlain está mais no teatro. Ele fez o Capitão Von Trap em uma montagem de Noviça Rebelde.

Mas mesmo sabendo que ele é gay, se vc assistir aos filmes e minisséries que ele fez, vc acompanha numa boa.

O TCM reprisou recentemente Pássaros Feridos, e mesmo sabendo que ele era gay, acompanhei a história sem nenhum problema!

Mas concordo que o público em geral não gosta e não aceita, por isso que muitos ainda não assumiram.

David ®... disse...

fernanda, o Chamberlain naõ era assumido na época do Passaros Feridos, né? acho q por isso convenceu.
Falam da suposta homossexualidade de alguns atores no cinema (Cary Grant, por exemplo) mas como nada na época era assumido, isso não prejudicava tanto a imagem deles. Hj em dia é beeeem mais difícil encobrir.

Fernanda Furquim disse...

Na época ele não era assumido, mas o preconceito está na cabeça das pessoas que assistem, então se eles sabem agora, e assistem um filme com o ator, mesmo que antigo, vem a informação mentalmente e aí quem não aceita vai ver com outros olhos.

Quando eles dizem temerem prejudicar a carreira ao assumirem sua opção sexual, eles não se referem apenas à limitação de futuros papéis, mas, também, ao lucro na venda para reprises ou novas mídias, de antigos trabalhos que podem "encalhar" porque o público não irá mais se convencer em ver eles naquele determinado papel.

Outro que ainda convence é o Rock Hudson em Casal McMillan.

Copyright@ 2006-2010 - Revista TV Séries. Textos com seus direitos reservados.